"ELE RESPONDEU: OS IMPOSSÍVEIS DOS HOMENS
SÃO POSSÍVEIS PARA DEUS"

(Lucas 18:27)
 
 
 
 
 
"Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos POR AMOR DE MIM E POR AMOR DO EVANGELHO, que não RECEBA, JÁ NO PRESENTE, O CÊNTUPLO de casas, irmãos, irmãs, mãe, filhos e campos; e no mundo por vir a vida eterna".
(Marcos 10:29-30)
 

 



UM RICO DIFICILMENTE ENTRARÁ NO CÉU

Para o incrédulo ser rico é igual a ser condenado. A Palavra de Deus deleta esta falácia que foi arquivada na memória cultural do Brasil pelo espírito da miséria. O que é "difícil" não é "impossível". O cristão sabe que Deus nos capacita a tornar possível o que é impossível para o homem sem fé. E aquilo que é "difícil" o cristão realiza a todo instante. Sobre um espírito difícil de ser dominado o Senhor Jesus ensinou aos seus discípulos o seguinte, quando lhe perguntaram:

"Por que motivo não pudemos nós expulsa-lo? E Ele lhes respondeu: Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, SE TIVERDES FÉ COMO UM GRÃO DE MOSTARDA, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. NADA VOS SERÁ IMPOSSÍVEL. Mas esta casta não se expele senão por meio de ORAÇÃO E JEJUM".
(Mateus 17:19-21)

 

 



O ESPÍRITO DEVORADOR ODEIA A FIDELIDADE

A prosperidade depende da fidelidade (dízimos), do amor (ofertas) e da fé (votos) para se tornar uma bênção real na vida do cristão. A dificuldade do rico entrar no céu está no medo de perder a semente boa e farta que deve semear na terra fértil e fecunda que é a Obra de Deus (a Igreja). Jesus usou a semente de mostarda para explicar isto. Mesmo sendo pequena, quando a fé é colocada em ação se torna grande e frutuosa. Até na menor fé há o poder de Deus em germe. E quando é "semeada" ela também produz os mesmos frutos.

"É como um grão de mostarda, que quando semeado é a menor de todas as sementes sobre a terra; mas uma vez semeada cresce e se torna maior que todas as hortaliças, e deita grandes ramos, a ponto de as aves do céu (os anjos) poderem aninhar-se à sua sombra".
(Marcos 4:31-32)

 

 

JESUS E OS DISCÍPULOS NÃO ERAM POBRES
 
Jesus não condenou nem proibiu as riquezas. Ao jovem rico Ele recomendou apenas que cumprisse os mandamentos para ser salvo. Mas o jovem insistiu e perguntou: "O que ainda me falta? Jesus disse: Se queres ser perfeito..." (Mateus 19:20-21). Isso seria necessário para ter a perfeição que o jovem queria, não a salvação. Apegado aos seus bens o jovem se retirou, triste, dando as costas a Jesus. E o Senhor ensinou que nisso reside a DIFICULDADE para o rico entrar nos céus. Os discípulos, que também eram ricos, perguntaram: "Sendo assim, quem pode ser salvo?" (Mateus 19:25). Não perguntariam isso se todos fossem pobres. Jesus, então, garantiu que nada é impossível a Deus. Eles lembraram, porém, que fizeram o que o jovem rico não fez, e que o seguiram.  Jesus prometeu que, já no presente, eles receberiam o cêntuplo de tudo (Marcos 10:30). E ainda ordenou que não financiassem a Obra do Evangelho com recursos próprios. Seria absurdo Jesus proibir que eles usassem o que não tinham. Se proibiu é porque os discípulos possuíam.

"Não vos provereis de ouro, nem de prata, nem de cobre (dinheiro) nos vossos cintos; nem de alforje para o caminho, nem de duas túnicas, nem de sandálias, nem de bordão; porque o trabalhador é digno do seu salário. E, em qualquer cidade, indagai quem é digno. Se a casa for digna venha sobre ela a vossa paz".
(Mateus 10:9-13)

 

 

IMITADORES DE CRISTO

Como nós somos imitadores de Cristo (I Tessalonicenses 1:6), e não nos envergonhamos do Evangelho, que é o Poder de Deus (Romanos 1:16), nós também não ficamos constrangidos por receber as bênçãos por Ele prometidas. Especialmente porque temos essa graça pelo exercício da nossa fé (votos), a prática da nossa fidelidade (dízimos) e a demonstração do nosso amor a Deus (ofertas). Ao rico é difícil entrar no céu, mas é da conquista mais difícil que vem o prêmio maior. Aquele que, sendo rico, permanece em Cristo, maior galardão há de receber na glória. AMÉM!

"Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento, também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça; ENRIQUECENDO-VOS EM TUDO, para toda generosidade; que, por nosso intermédio, sejam tributadas graças a Deus".
(II Coríntios 9:10-11)

 

 

 

 

 

 

     Pastor Luciano mqz - "O Bom Pastor"

      ICEU – Igreja Cristã Espiritualista Ubaldiana

      MISOM – Ministério Sacerdotal da Ordem de Melquizedeque (mqz).

      (Hebreus 5:5-6,10 e 7:11-19)


 

 

Salão Brasil Chat

 

Clique AQUI e recomende essa página a um amigo.