"MINHA É A PRATA, MEU É O OURO, DIZ O SENHOR DOS EXÉRCITOS".
(Ageu 2:8)
 
"O pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemos-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado".
(Lucas 15:22-23)

DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO DE PESSOAS. Os testemunhos de bênçãos mostrados atualmente na TV sempre têm dois pontos coincidentes: o abençoado levava uma vida afastada de Deus e agora, depois de se voltar para o Senhor, tem vida regalada, tem a paz do Cristo e a unção do Espírito Santo. Para muitos isso parece estar errado, e dizem: "Ou é mentira, ou Deus é injusto, pois eu sou cristão há muito tempo e nunca vi acontecer isso em minha vida, embora seja extremamente fiel e generoso em dízimos e ofertas". Dói, profundamente, no coração do servo de Deus, ver que o poder e o amor do Pai têm sido mal compreendidos pela IGREJA e pervertidos pelos que desejam ver o mundo padecendo privações, enquanto eles se apossam daquilo que Deus reservou para os seus filhos. É hora de os filhos de Deus tomarem posse do que lhes pertence por direito. De deixarem de agir como o irmão do FILHO PRÓDIGO, que estava sempre com o pai, mas que não usufruía do que era dele, apesar de que, por ser de seu pai, ele poderia usar tudo sem pedir licença.

"Há tantos anos que te sirvo sem jamais transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito sequer para alegrar-me com os meus amigos; vindo, porém, esse teu filho, que desperdiçou os teus bens com meretrizes, tu mandaste matar para ele o novilho cevado. Então lhe respondeu o pai: Meu filho, tu sempre estás comigo; tudo o que é meu é teu. Entretanto era preciso que nos regozijássemos e nos alegrássemos, porque esse teu irmão estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado".
(Lucas 15:29-32)

A prosperidade é a bênção mais desejada por todos. Mas os caminhos para alcança-la são os mais discutidos e rejeitados. Por isso a miséria se espalha pelo mundo, que é tão rico e tão farto. Poderíamos, portanto, viver em permanente abundância se tivéssemos fé. Somente a fé nos liberta da avareza e nos permite semear de modo abundante.  E somente semeando assim nós colhemos fartamente. É um paradoxo que somente pela fé podemos desafiar para ter a bênção da prosperidade.

"Assentado diante do gazofilácio, observava Jesus como o povo lançava ali o dinheiro. Ora, muitos ricos depositavam grandes quantias. Vindo, porém, uma viúva pobre, depositou duas pequenas moedas correspondentes a um quadrante. E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta viúva pobre depositou no gazofilácio mais do que fizeram todos os ofertantes. Porque todos eles ofertaram do que lhes sobrava; ela, porém, da sua pobreza deu tudo quanto possuía, todo o seu sustento".
(Marcos 12:41-44)
 
 
O TEMPO DA FIDELIDADE NÃO TERMINOU. Nunca tema pelo destino dado aos valores que você entrega no altar da sua igreja, nas mãos do seu Pastor. O ato de recolher suas obrigações financeiras, pela sua fé, tem um caráter espiritual que dispensa quaisquer cuidados. Depois de depositados no altar e consagrados a Deus, os valores que o cristão apresenta ao Senhor produzem as bênçãos prometidas, ainda que o destino dado aos recursos não seja aquilo que se espera e deseja. Essa é uma questão entre o Ministro e o Rei. Espiritualmente você tem "recibo de Deus" e pode esperar sua bênção sem receios. Apenas duas formalidades são necessárias: o sacrifício se cumpre no altar e o Ministro deve consagrar a Deus o que recebe do povo. Os incrédulos, para dissimular o seu apego ao dinheiro, costumam acusar os Pastores de desonestidade e atribuir ingenuidade aos cristãos, por se deixarem extorquir em nome de Deus. Quando alguém lhe disser isto, mostre em que está fundamentada a sua fé. Use os textos abaixo para calar a boca ao demônio e libertar o incrédulo da escravidão ao dinheiro, levando-o à graça da conversão e ao gozo da bênção da prosperidade que vem do Criador.
 
"Aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive. E também Levi, que recebe dízimos, pagou-os na pessoa de Abraão. Porque ainda não tinha sido gerado por seu pai, quando Melquizedeque saiu ao encontro deste".
(Hebreus 7:8-10)
 
"Cristo a si mesmo não se glorificou para se tornar sumo sacerdote, mas o glorificou aquele que disse: Tu és meu filho, eu hoje te gerei; Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquizedeque".
(Hebreus 5:5-6)

TOME POSSE DO QUE É SEU. Da mesma forma que o sacrifício consagrado no altar se torna espiritual e chega a Deus, também as bênçãos fazem assim. Elas vêm em caminho inverso. Toda bênção já nos foi concedida nas REGIÕES CELESTIAIS EM CRISTO. Resta-nos, agora, tomar posse delas. É como se um crédito nos fosse posto em uma conta-corrente de banco. Se nunca formos lá para fazer o saque o dinheiro nunca virá até nós. Para ter direito ao crédito de bênçãos nós sacrificamos a Deus. E para receber nossa prosperidade e todas as bênçãos do nosso Pai nós só precisamos agir como verdadeiros Filhos de Deus. Começando por determinar que há de se manifestar na terra o que já está ligado nos céus, e depois indo em busca daquilo que pedimos a Deus, com o coração cheio de certeza de que vamos ter vitória no que desejamos. Não espere Deus lhe mandar cabritos. Tome o novilho cevado e se regozije com os que são seus, pois essa bênção lhe pertence por direito filial.

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestes em Cristo; e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, (...) em quem temos a redenção pelo seu sangue, a redenção dos nossos delitos, segundo as riquezas da sua graça, que ele fez abundar para conosco".
(Efésios 1:3,5,7-8)

 
 

 

 

 

 

     Pastor Luciano mqz - "O Bom Pastor"

      ICEU – Igreja Cristã Espiritualista Ubaldiana

      MISOM – Ministério Sacerdotal da Ordem de Melquizedeque (mqz).

      (Hebreus 5:5-6,10 e 7:11-19)


 

 

Salão Brasil Chat

 

Clique AQUI e recomende essa página a um amigo.